Av. Professor Manuel de Abreu, 850
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
De Segunda à Sexta das 08h às 17h
Nosso Expediente

Sindicalistas protestam em SP contra juros altos e aumento do custo de vida

Os juros altos praticados pelo governo estão matando os investimentos no país. Enquanto o povo morre de fome, com o desemprego, a insegurança alimentar e o alto custo de vida, os banqueiros lucram ainda mais. Para protestar contra a política econômica genocida de Bolsonaro, dirigentes das centrais sindicais farão, nesta terça-feira (14), protesto em frente a sede do Banco Central, em São Paulo.

Durante o ato, sindicalistas da Força Sindical, a qual o SINPOSPETRO-RJ é filiado, da CUT, UGT, CTB e Nova Central vão distribuir pipoca para lembrar que o governo está “pipocando” para solucionar os problemas da economia.

Segundo o secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves, o Juruna, o protesto tem por objetivo chamar a atenção da sociedade para o problema provocado pela alta dos juros, que afetam o consumo, a produção e geração de novos postos de trabalho.

Ao contrário do que o governo pretende, as sucessivas altas dos juros não estão conseguindo conter a inflação. O Comitê de Política Monetária (Copom) se reúne hoje e amanhã e pode decidir mais uma vez pela alta dos juros. A expectativa do Banco Central é elevar a taxa de juros atual de 12,75% para 13,25%. Um aumento de 0,5 ponto percentual.

Os juros altos afetam principalmente os mais pobres porque quanto maior a taxa, mais caro fica o crédito ao consumidor. Os juros altos diminuem o consumo, o que prejudica as vendas e as empresas.

No ato os sindicalistas também vão protestar contra o desemprego, fome, carestia, inflação, preço da gasolina e do diesel.

Por Estefania de Castro
*Com informações da Força Sindical