Av. Professor Manuel de Abreu, 850
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
De Segunda à Sexta das 08h às 17h
Nosso Expediente

Em julho, 47,3% dos reajustes de salário foram abaixo da inflação

Em julho, 47,3% dos reajustes salariais ficaram abaixo do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), segundo boletim divulgado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Com isso, a variação salarial do mês de julho continua negativa, assim como nos últimos 15 meses, registrada em -1,10%. Isso mostra que mesmo os salários que foram reajustados continuam abaixo da inflação.

Ao analisar a diferença dos reajustes por regiões e por setores econômicos, o Dieese concluiu que os trabalhadores cujos salários tiveram os menores reajustes no acumulado do ano até julho foram do setor de serviços, com 52,6% ficando abaixo do INPC.

Reajustes iguais ou acima do índice inflacionário foram mais frequentes no comércio (69,6%). Na indústria, o percentual chegou a 65%.

De Norte a Sul do Brasil, diferenças acentuadas foram observadas nas variações salariais. No Centro-Oeste, só 32% tiveram reajuste igual ou acima do INPC. Já no Sul, este número foi de 74,6%. O Sudeste também seguiu com melhores resultados em relação às demais regiões, com 55,1% dos salários reajustados com porcentagens iguais ou superiores à inflação do mesmo período (entre janeiro e julho de 2022).
Extra