Av. Professor Manuel de Abreu, 850
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
De Segunda à Sexta das 08h às 18h
Nosso Expediente

Fiocruz: 120 anos em defesa da vida e do povo brasileiro

Na última segunda-feira (25), a Fundação Oswaldo Cruz completou 120 anos de existência. A Fiocruz, é referência mundial em pesquisa, ciência e saúde pública. Hoje, a Fundação protagoniza o enfrentamento ao Covid19, em um momento tão difícil para toda a sociedade.
Mesmo após diversos ataques, com cortes orçamentários e de bolsas de pesquisa, a Fiocruz é incansável na batalha pela saúde. No atual cenário em que o mundo inteiro luta contra uma pandemia, a Fiocruz é vanguarda nas pesquisas, monitoramento e atendimento no Centro Hospitalar para a Pandemia de Covid19, criado para o enfrentamento do novo coronavírus.

Além do hospital, que é a base da Fiocruz para o estudo clínico mundial Solidariedade, a instituição atua em projetos de vacina para a Covid19 e na compilação e análise de dados por meio do Observatório Covid19. A Fiocruz é linha de frente do SUS na ciência.
Criada em 1900 para produzir soros e vacinas contra a peste bubônica – que matou cerca de 1300 pessoas somente na cidade do Rio de Janeiro -, era liderada pelo microbiologista Oswaldo Cruz, que assumiu a missão de enfrentar a crise sanitária e de saúde na época. Foi Oswaldo, quem defendeu ainda, que a Fiocruz exercesse o papel de pesquisa e ensino, para atender as demandas de saúde do país.

De 1900 até hoje, inúmeros desafios fazem parte da rotina da Fiocruz, desde febre amarela – que foi erradicada da cidade em 1907 graças à vacina desenvolvida por Oswaldo e sua equipe – , e varíola, até o atual Covid19. Mais de um século dedicado ao cuidado, à pesquisa e ao povo brasileiro.

“A Fiocruz exerce um papel fundamental para toda sociedade. São pesquisas que geram vacinas, produção de medicação, ações de prevenção e acompanhamento do cenário da saúde de todo o país. Para a categoria de postos de combustíveis, a Fiocruz também auxilia com atendimento clínico voltado para saúde do trabalhador, analisando os níveis de contaminação devido à exposição aos produtos químicos. Essa parceria já dura dois anos e gerou artigos em revistas e publicações importantes para a garantia da saúde dos trabalhadores”, ressaltou o presidente do Sinpospetro-RJ, Eusébio Neto.

Aos profissionais da Fiocruz, nosso sincero agradecimento por toda dedicação que tem com o nosso país. Que sejam mais reconhecidos e valorizados, como merecem. Vida longa à Fiocruz! Vida longa à ciência!

Imagem: Acervo: Fiocruz Imagens Foto: Raquel Portugal
Texto: Marcela Canéro