Av. Professor Manuel de Abreu, 850
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
De Segunda à Sexta das 08h às 17h
Nosso Expediente

Frentistas são vítimas de golpe de motoristas que abastecem sem pagar

Frentistas são vítimas de golpe de motoristas que abastecem sem pagar

O Fantástico exibiu neste domingo (26) uma matéria sobre um golpe que está se tornando frequente em postos de combustíveis do país. Motoristas abastecem os carros, mas fogem sem pagar a conta. Em muitos casos o prejuízo fica para o frentista. Para os defensores do autosserviço nos postos fica o alerta: esse golpe pode virar corriqueiro.

O Brasil não é para amadores e aventureiros. No posto self servisse, a cobrança é feita na própria bomba com a liberação do combustível, após o pagamento, ou no caixa da loja de conveniência. No Brasil da insegurança pública e da falta de políticas sociais, a criatividade se torna a arma do povo para burlar as necessidades. A cobrança antecipada, através de um dispositivo na bomba de combustível, não vai garantir o fim dos golpes, afinal os caixas eletrônicos dos bancos costumam ser alvos frequentes de criminosos, que instalam chupa-cabra para roubar dados dos clientes. Levando-se em conta que o crime contra instituição bancária é considerado federal, os postos de combustíveis vão se tornar alvos fáceis desses criminosos. Vários aplicativos, que em todo mundo dão muito certo, tiveram que passar por adaptações, por causa de golpes que causam prejuízos financeiros aos empresários e, por extensão, aos clientes que são os mais prejudicados.

O presidente do SINPOSPETRO-RJ e da Federação Nacional dos Frentistas, Eusébio Pinto Neto, afirma que a matéria comprova o quanto é importante a presença do frentista no posto de combustível. Segundo ele, o posto é um ambiente altamente periculoso e insalubre, por isso requer uma atenção especial, tanto que os cuidados com a segurança são impostos por lei. O abastecimento feito pelo frentista impede que o motorista arranque com o veículo, antes da retirada da mangueira. Em todas as situações apresentadas na matéria o trabalhador desempenhou um papel importante para evitar o risco de acidente.

Por Estefania de Castro