Av. Professor Manuel de Abreu, 850
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
De Segunda à Sexta das 08h às 17h
Nosso Expediente

Frentistas do estado do Rio de Janeiro vão ter salários reajustados em 11,90%

Os dez mil trabalhadores de postos de combustíveis e lojas de conveniência do Estado do Rio de Janeiro, representados pelo SINPOSPETRO-RJ, terão os salários reajustados em 11,90%. O aumento é referente ao índice de inflação do INPC acumulado entre junho de 2021 e maio de 2022. O acordo foi fechado na última sexta-feira(1º) entre os dirigentes do SINPOSPETRO-RJ e do SINDESTADO (sindicato patronal).

Na negociação, o presidente do SINPOSPETRO-RJ, Eusébio Pinto Neto, conquistou para a categoria aumento real no ticket alimentação. O benefício foi reajustado em 22,47%, passando de R$ 183,71 para R$ 225,00. Segundo Eusébio, com resistência e dedicação, o sindicato conseguiu fechar a negociação salarial e repor o poder de compra do trabalhador. O respeito conquistado pelo sindicato, através de ações efetivas, permitiu que acordo fosse fechado em tempo recorde, em apenas 02 reuniões. A diretoria do SINPOSPETRO-RJ reivindicou e os patrões aceitaram manter as cláusulas vigentes e a reposição do índice inflacionário. Essa é uma vitória da família frentista e toda equipe do sindicato, completa Eusébio.

As demais cláusulas econômicas do Termo Aditivo da Convenção Coletiva 2021-2023 também foram reajustadas pelo INPC. Com o reajuste o piso salarial da categoria passa de R$ 1.239,94 para R$ 1.387,49. As diferenças do aumento, retroativo a 1º de junho, sobre os salários e benefícios, incluindo o tíquete alimentação, serão pagas em duas parcelas: a primeira na folha salarial do mês de julho e a segunda na folha de agosto.

Com o aumento de 11,90%, o valor do abono salarial passou para R$ 659,54. O abono também vai ser pago em duas parcelas: a primeira na folha salarial de setembro e a segunda na folha do mês de novembro.

O sindicato também conseguiu manter o gatilho de 1% a ser aplicado sobre os salários em 1º de janeiro de 2023.

O aumento salarial abrange os trabalhadores das regiões da Costa Verde, Sul do estado e da Baixada Fluminense.

Para o presidente do sindicato, os trabalhadores precisam estar mobilizados. Esse é um ano importante, precisamos eleger para o comando do país quem valoriza os salários e reduz as desigualdades sociais. Há mais de seis anos a classe operária luta contra a barbárie e a retirada de direitos. O SINPOSPETRO-RJ e a sua diretoria lutam pelo emprego e a valorização da profissão de frentista.

Por Estefania de Castro
Design Mylena Campos