Av. Professor Manuel de Abreu, 850
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
De Segunda à Sexta das 08h às 17h
Nosso Expediente

SINPOSPETRO-RJ traça estratégia de ações para os próximos meses

A diretoria do SINPOSPETRO-RJ se reuniu, nesta segunda-feira (18), na sede da entidade, em Vila Isabel, Zona Norte do Rio, para traçar as estratégias de trabalho para os próximos meses. O presidente do SINPOSPETRO-RJ, Eusébio Pinto Neto, destacou a importância do trabalho de base na conscientização da categoria. Ele frisou que a visita diária aos postos, além de ajudar na fiscalização dos direitos, permite ao frentista conhecer melhor o trabalho desenvolvido pelo sindicato.

Eusébio Neto disse a que as ações do sindicato vão além das questões trabalhistas. Segundo ele, a entidade não tem apenas a função de lutar por melhorias salariais e condições de trabalho. Falta muita conscientização política na classe trabalhadora e é função do sindicato despertar essa consciência. O cenário atual impacta na luta do dia a dia. Nesse momento de abandono a única entidade que ficou ao lado do trabalhador foi o sindicato. A grande massa só desperta conscientemente através de uma grande crise, a história mostra que o sofrimento promove o processo de transformação. Todo despertar é movido por uma causa e hoje o nosso grande objetivo é lutar por um país melhor. O Sindicato sempre esteve no caminho certo, acrescentou o presidente do SINPOSPETRO-RJ.

Eusébio Neto apresentou aos diretores o projeto na área de educação que visa a profissionalização do associado e seus dependentes. O Sindicato vai disponibilizar para a categoria uma plataforma de cursos online que serão ministrados na sede da entidade. Ele disse que está buscando parcerias com empresas na área de lazer e saúde para que o trabalhador tenha mais tranquilidade e benefícios.

O presidente do SINPOSPETOR-RJ afirmou que o trabalho de base no interior do estado foi muito prejudicado por causa da pandemia e da desestruturação do movimento sindical, e que por isso vai implementar medidas para ampliá-lo.

Eusébio frisou ainda a importância da união da categoria para lutar contra os grandes grupos econômicos que querem derrubar a Lei 9.956/2000, que proíbe o autosserviço em postos de combustíveis de todo país. Ele disse que o Brasil precisa do frentista e que no país não vai haver posto self servisse porque o povo não quer. Nós temos uma organização muito aguerrida para defender essa posição. Vamos continuar fazendo o nosso trabalho normalmente porque time que ganha não se mexe. Estamos vencendo o embate contra as grandes distribuidoras há mais de duas décadas e continuamos de olhos abertos e ativos para defender os nossos empregos.

Eusébio Neto acrescentou que é preciso acreditar na vitória porque o povo brasileiro vai virar o jogo pela resistência e pelo seu potencial. O sindicato é o instrumento de transformação. Nós vamos sempre defender o emprego e os direitos dos trabalhadores, a nossa luta é pontual. Mas a libertação do país é maior que qualquer outra luta. A vitória da democracia impactará inevitavelmente na causa do frentista e de todo o mundo do trabalho, pontuou.

Por Estefania de Castro
Design Mylena Campos