Av. Professor Manuel de Abreu, 850
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
De Segunda à Sexta das 08h às 17h
Nosso Expediente

Cilindro de GNV provoca mais uma explosão em posto de combustível no Rio de Janeiro

O cilindro de GNV de um carro explodiu na manhã desta sexta-feira (5) no Posto JC, que fica na Estrada Santa Eugênia, 1711, em Paciência, Zona Oeste do Rio. O acidente aconteceu durante o abastecimento do veículo. Ninguém ficou ferido. No momento da explosão, o motorista e o frentista estavam na frente do carro e a mala, onde fica o cilindro, aberta. O acidente não teve vítimas porque as normas de segurança foram adotadas O diretor Klebson Patrício está no local dando suporte aos trabalhares.

A área de abastecimento de GNV do posto, inaugurada há menos de três meses, ficou completamente destruída. O dono do posto Patrick cobrou do motorista o Certificado de Segurança Veicular (CSV), mas ele não apresentou o documento.

A explosão acontece um dia após a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovar, em discussão única, o Projeto de Lei 5.645/22, que estabelece exceções para dispensa da inspeção veicular do Detran para carros com GNV.

De acordo com o projeto, serão dispensados da vistoria os táxis, os veículos destinados a aluguel e os de uso particular, desde que movidos a gás natural veicular (GNV) em casos de transferência da propriedade do veículo e de emissão de segunda via de Certificado de Registro de Veículo (CRV).

Na semana passada, um outro acidente com cilindro de GNV, matou Mario Magalhães, de 67 anos.

O presidente do Sindicato dos Frentistas do Município do Rio de Janeiro (SINPOSPETRO-RJ), Eusébio Pinto Neto, vai solicitar uma audiência na Alerj para cobrar a fiscalização e o cumprimento das leis que regulam o abastecimento do gás natural veicular no estado do Rio de Janeiro. Segundo ele, e as leis estadual e municipal, que tratam do assunto, fossem cumpridas.

Segundo ele, o número de acidentes em postos de combustíveis não é maior porque os trabalhadores são treinados e qualificados para a função.

O Rio de Janeiro é o estado que possui a maior frota de carros movidos à GNV, mas também é recordista em acidentes com cilindros.

Por Estefania de Castro
Design Mylena Campos