Av. Professor Manuel de Abreu, 850
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
De Segunda à Sexta das 08h às 17h
Nosso Expediente

Quase 30% dos adolescentes brasileiros fazem ‘uso problemático’ de jogos eletrônicos, aponta pesquisa

Quase 30% dos adolescentes brasileiros fazem uso problemático de jogos eletrônicos e se encaixam nos critérios do Transtorno de Jogo pela Internet (TJI), um distúrbio que acarreta prejuízos emocionais e sociais. É o que aponta pesquisa realizada pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (IP/USP). Os resultados acendem um alerta para o prejuízo do uso excessivo de eletrônicos, especialmente por crianças e adolescentes.

O estudo foi realizado pela psicóloga Luiza Chagas Brandão, doutora em Psicologia Clínica e especialista no atendimento crianças e adolescentes. A ideia de pesquisar o impacto do videogame nesse público partiu da observação da profissional ao perceber um aumento no número de pais buscando apoio psicológico para seus filhos.

Segundo a psicóloga, o uso excessivo de jogos é caracterizado quando começa a causar desequilíbrios e impactar a vida do jovem, como quando ele não quer mais sair de casa para jogar, começa a ir mal na escola, passa a ter distúrbios do sono, irritabilidade e sintomas emocionais, entre outros.
Extra