Av. Professor Manuel de Abreu, 850
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
De Segunda à Sexta das 08h às 17h
Nosso Expediente

No primeiro mês do governo Lula, Brasil criou 83 mil de vagas com carteira assinada, queda em cerca de 50%

  • Postado por: Estefania de Castro
  • Categoria: Sem categoria

No primeiro mês do governo Lula, a economia brasileira gerou 83,2 mil postos de trabalho com carteira assinada, uma queda de 50,2% em relação a janeiro de 2022, quando foram registrados 167,2 mil contratos. Os dados do Ministério do Trabalho foram divulgados nesta quinta-feira.

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de janeiro deste ano registrou 1,87 milhões de contratações e 1,79 milhões de demitidos, gerando o saldo líquido de 83,2 mil admissões. No consolidado do ano passado, foram 22,6 milhões de contratações e 20,6 milhões de demissões.

Outro lado divulgado é o salário médio de admissão de novos empregados. Em janeiro de 2023 ficou em R$ 2.012,78. Uma redução de R$ 8,71 em relação ao mês de janeiro do ano passado — R$ 2.021,49. Os valores são reais, com desconto da inflação.

SETORES
Em janeiro de 2023, quatro dos cinco grupos de atividades econômicas registraram saldos positivos. O melhor resultado foi serviços com adição de 40,6 mil postos. O setor de construção teve alta de 38.9 mil, seguido por indústria com elevação de 34,02 mil postos. Por fim, agropecuária teve saldo positivo de 23,1 mil postos e comércio registrou 53,5 mil.
Renan Monteiro, O Globo

Iniciar chat
1
Precisa de ajuda?
Escanear o código
Olá.
Podemos ajudar?